Home

image-710351

Segundo Zikmund (2005, p. 3), a conceituação mais antiga de logística reversa foi estabelecida na década de 70, com o objetivo de atender às necessidades de recolhimento de materiais devido ao pós-consumo e pós- venda.

Como destaca Ginter (2005, p. 4) nesta época, verificou-se ainda que a logística reversa era focada em questões referentes à reciclagem e as vantagens que esta trazia para o meio ambiente, mas que ainda poderia trazer benefícios econômicos.

 

Nos anos 90, de acordo com Chaves e Martins (2005), surgiram novas abordagens sobre o assunto, onde o mesmo teve um aumento significativo em sua importância, tendo o apoio da legislação e dos órgãos fiscalizadores. No ponto de vista empresarial destacaram-se as preocupações quanto às perdas que estas mudanças poderiam causar as organizações.

Leite (2003) salienta que o desenvolvimento e competitividade do mercado globalizado fizeram surgir uma maior quantidade e variedade de produtos com preços reduzidos, obsolescência acelerada e, desta forma, com ciclo de vida menor. Isso aliado a fatores como modismo, status e o avanço tecnológico, fez crescer consideravelmente o número de produtos descartados, aumentando as áreas destinadas a lixões e aterros sanitários e um consequente questionamentos da população sobre os problemas deles decorrentes.

 

Visando responder os questionamentos da população quanto o destino de todo esse “lixo” e ainda assim atendendo todas suas necessidades de consumo e reparo de itens problemáticos, assim como as preocupações das organizações a respeito de quanto se gastaria para solucionar o problema, e ainda cuidando do meio ambiente em conformidade com as exigências legislativas, surgiu a logística reversa como conhecemos hoje, que como o próprio nome diz, tem como objetivo fazer o caminho inverso na Cadeia de Suprimentos, ou seja, fazer retornar à origem os produtos sem utilidade para o mercado, as embalagens e todo o tipo de material não orgânico produzido pela empresa, possibilitando ainda sua reutilização, reciclagem ou descarte apropriado, reduzindo ao máximo a agressão ao meio ambiente.

2 pensamentos em “Histórico da Logística Reversa no Brasil

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s